Ponto Eletrônico no Senado


Leitor de Digitais

Leitor de Digitais

Fala sério…demora tanto para arrumar a casa e quando instala um sistema para controle de ponto, continua dando nota fora. Depois de gastar horrores pagando hora extra, de uma morosidade na providência comparada a uma emocionante corrida de lesmas, ainda fazem meia boca instalando um sistema de ponto eletrônico com senha pessoal!!! Só o funcionário tem a senha…tá de brincadeira!!! E nem precisa de muita força para saber que isso é possivelmente burlado, mesmo com chefias. 

Pergunta retórica: Querem mesmo resolver esse problema??? 

E tem mais…segundo informações “confiáveis”, ainda nesse semestre começa a implantação de leitura de impressão digital. Olha, pode parecer exagero, mas num país onde quase tudo acontece, chego a acreditar que chegará o dia em que aparecerão vários funcionários do Senado com o dedo decepado que depois da licença médica, ainda terão como ficar em casa porque alguém dará uma mãozinha…na verdade, um dedinho conservado em formol para leitura digital; ou, teremos pessoas especializadas em filmes de ação ao estilo Missão Impossível, o que já não é só filme.  

Fica a esperança de que uma alma bondosa, caridosa e idônea faça o mínimo; trabalhe para honrar o cargo que recebeu como qualquer brasileiro que luta, todo dia, para receber um salário digno, que por muitas vezes, encontra cheques e dinheiro no chão em envelopes e devolve o que não lhe pertende pela singela recompensa de saber que fez o correto.  

Quem sabe assim, doentes nas filas de hospitais do DF esperando uma tomografia de um aparelho sucateado, tenham a alegria de ver um aparelho realmente necessário para “verdadeiros” pacientes que batem ponto com duas horas de antecedência para não perder a oportunidade de sobreviver fazendo hora extra nessa vida em filas intermináveis no sistema de saúde do DF, pois, milhões são gastos na compra de aparelhos, que no mínimo são, desnecessários diante da óbvia atitude que se espera de quem tem o dever de zelar pela pontualidade de seus compromissos.  

É, fica difícil acreditar, mas temos que dar um voto de confiança, afinal, se esses 2 sistemas não derem certo, só terá um jeito: a instalação de um sistema com leitura biométrica(olhos), aí meus amigos, saberemos o verdadeiro significado do que “CUSTA OS OLHOS DA CARA”. Bastará confirmar quem usará “tapa olho”, nós ou eles. Segue abaixo notícia extraída. Boa leitura (Fabiano Botero) 

 Fonte: G1.com.br 

 O Senado vai começar a controlar a frequência dos funcionários por meio de ponto eletrônico a partir de fevereiro. A decisão foi publicada nesta quinta-feira (21) no boletim administrativo da Casa.  

A instalação do ponto eletrônico ocorre quase um ano depois do prometido pelo presidente do Senado, José Sarney (PMDB). A promessa foi feita após vir à tona o escândalo das horas extras: R$ 6 milhões foram gastos em pleno recesso parlamentar de janeiro. 

Pela decisão publicada, o controle será diário e vai valer para servidores efetivos e comissionados. Eles deverão registrar a entrada e saída do serviço nos computadores instalados no Senado, com o uso de uma senha pessoal. A  presença dos servidores deverá ser atestada pelas chefias, que também deverão justificar as ausências. 

Ainda no primeiro semestre, o Senado deve começar a usar o sistema de leitura de impressões digitais para fazer o controle de frequencia. 

Anúncios

Sobre Fabiano Botero

Deformado pelo mundo, sendo formado em Cristo!

Publicado em 02/02/2010, em Artigos, Notícias, Próprios e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Comente

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: